AcontecendoDestaqueAvaré e cidades da região podem regredir da fase amarela da flexibilização

Exigência do termômetro infravermelho passa a valer a partir dessa quinta-feira, 4
A Comarca4 de junho de 20203303 min
https://www.jornalacomarca.com.br/wp-content/uploads/2020/05/plano-são-paulo.jpg

Vinte e duas cidades da região de Avaré que estão na fase amarela do Plano São Paulo de flexibilização poderão regredir para a fase laranja. O anuncio foi feito nesta quarta-feira (3) durante divulgação do primeiro balanço sobre a situação das regiões do Estado.

Em Avaré os casos aumentaram bastante e são vários os itens levados em conta pelo Plano São Paulo, como número de mortes, casos confirmados subindo, quantidade de leitos disponíveis entre outros. Esses números são analisados de semana em semana pelas autoridades sanitárias, e com base nessas estatísticas o governo do estado poderá definir quais as medidas a serem tomadas.

Na situação de Avaré, os casos positivos aumentaram significativamente e podem comprometer o número de leitos disponíveis, bem como houve elevação no número de óbitos. A cidade faz parte da Divisão Regional de Saúde de Bauru, que hoje está na fase 3 (amarela). Como os números de Avaré não foram bons, o governo pode fazer com que a DRS de Bauru regrida da fase amarela para a laranja.

O prefeito Jô Silvestre informou que a partir dessa quinta-feira, 4, todo comércio liberado terá que ter um aparelho de termômetro infravelho para medir a temperatura da clientela, sem exceção, sob pena de multa e suspensão temporária do Alvará. A ACIA chegou a solicitar ao prefeito que vetasse essa exigência, devido a fatores como impossibilidade da compra do termômetro por parte de pequenos comerciantes, ou ainda pela falta do aparelho no mercado, mas o prefeito disse que vai fiscalizar e eventualmente punir quem desrespeitar a medida. (Com informações do G1 Itapetininga)

LEIA MAIS NA EDIÇÃO IMPRESSA DESSA SEMANA

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *