AcontecendoDemissão em massa encerra ciclo de 50 anos da Cooperativa de Laticínios

Demissão em massa encerra ciclo de 50 anos da Cooperativa de Laticínios É o fim melancólico de uma empresa que já foi a maior empregadora de Avaré, que chegou a ter mais de 300 funcionários, e fez parte significativa da história recente da cidade e da Região  Da Redação Faltam menos de 15 dias para que os últimos funcionários da Cooperativa de Laticínios de Avaré (CLA) encerrem seu aviso prévio e dêem definitivamente adeus para...
Avatar A Comarca25 de agosto de 2014

Demissão em massa encerra ciclo de 50 anos da Cooperativa de Laticínios

É o fim melancólico de uma empresa que já foi a maior empregadora de Avaré, que chegou a ter mais de 300 funcionários, e fez parte significativa da história recente da cidade e da Região

 Da Redação

Capa Cooperativa

Faltam menos de 15 dias para que os últimos funcionários da Cooperativa de Laticínios de Avaré (CLA) encerrem seu aviso prévio e dêem definitivamente adeus para uma das mais representativas empresas da história da cidade.

Não faltam dramas nesse momento. Um deles, de 58 anos, disse à reportagem que faltavam 3 anos para se aposentar. “Não sei o que vou fazer agora. A gente está sofrendo muito com toda essa história”, revelou. Ele disse que o momento mais difícil foi o anúncio da demissão. “O Rico Barreto (diretor da Cooperativa) me chamou na sala e disse que não tinha mais como manter os funcionários. Foi muito triste”. Os avisos foram individuais, relata. “Um a um, o pessoal foi demitido. Alguns choraram”. O aviso prévio encerra dia 6 de setembro para os 40 funcionários.

De acordo com o apurado pela Comarca, logo após o cumprimento do aviso prévio, os processos de beneficiamento de leite e produção de seus derivados deixará de ocorrer em Avaré, o que deve gerar o encerramento das atividades da entidade, que estava prestes a completar 50 anos.

Leite produzido na Região poderá ser processado em Itapetininga

Apesar de ter sido anunciado em junho que a fusão da Cooperativa de Laticínios de Avaré (CLA) com a Castrolanda Cooperativa, do Paraná, ajudaria a entidade avareense, informações dão conta que, ao que tudo indica, a CLA acabou sendo incorporada pela paranaense para, em breve, fechar suas portas.

De acordo com o apurado pela Comarca, os 40 funcionários da cooperativa já teriam sido demitidos e, logo após o cumprimento do aviso prévio, os processos de beneficiamento de leite e produção de seus derivados deixará de ocorrer em Avaré, o que deve gerar o encerramento das atividades da entidade, que estava prestes a completar 50 anos.

Segundo informações de associados que não quiseram se identificar, o aviso prévio dos funcionários vence do dia 6 de setembro, e logo após essa data, a diretoria da CLA deve marcar uma reunião com todos os cooperados para fazer o anúncio formal de que o leite provavelmente passará a ser beneficiado em uma unidade de Itapetininga da Castrolanda Cooperativa.

CRÍTICAS – O possível fechamento da CLA não estaria agradando os cooperados, que chegaram a afirmar que se sentiram enganados, já que, em nenhum momento, durante a fusão com a Castrolanda, foi explicado que tal possibilidade poderia ocorrer. Outra crítica feita por eles é com relação ao fechamento desses postos de trabalho, que vai prejudicar 40 famílias avareenses.

Mesmo beneficiando aproximadamente 14 mil litros de leite por dia, a CLA estaria passando por uma difícil situação. Fundada em 1964, a Cooperativa estaria endividada e, mesmo antes da fusão com a Castrolanda, já estaria prestes a fechar as portas.

No entanto, durante a coletiva realiza em junho para anunciar a fusão, o atual presidente da CLA, José Ricardo Cardozo Barreto, o Rico Barreto, negou a informação e reiterou que as dívidas foram sanadas. Na ocasião, ele alegou que não haveria fusão, mas sim um convênio operacional, o que possibilitaria incrementar a produtividade da CLA.

PREJUÍZOS – A hipótese da incorporação foi exposta na época, e Rico Barreto afirmou que a medida seria um “privilégio”. Também foi dito que, caso isso ocorresse, o patrimônio da CLA passaria a ser controlado pela empresa paranaense. Já a situação de funcionários, por exemplo, só seria decidida assim que o processo se consolidasse.

Para os cooperados procurados pela Comarca, o processo de incorporação teria ocorrido de maneira muito “apressada”, e agora eles temem que a possível mudança possa ocasionar prejuízos.

A reportagem tentou contato com a diretoria da Cooperativa de Laticínios de Avaré, e também com o presidente da entidade, no entanto ninguém foi encontrado.

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Quer falar com a gente?

Avenida Gilberto Filgueiras, 1402
Avaré / SP - CEP. 18706-240

E-mails:
j.acomarca@gmail.com
comercial@jornalacomarca.com.br

14 3733.2023 / 3733.2633

Assine já! 14 3733 2023

Jornal A Comarca, 2019 © Todos os direitos reservados