DestaqueGeralGovernador Tarcísio de Freitas anuncia obras de contenção de enchentes para Avaré

A declaração do governador de São Paulo se deu em meio à crise observada no litoral norte do Estado; pronunciamento foi veiculado na tarde da quinta-feira, 23
A Comarca24 de fevereiro de 20234 min
https://www.jornalacomarca.com.br/wp-content/uploads/2023/02/Enchentes-de-quarta-feira-4-edit.jpg

A cidade de Avaré, ao que tudo indica, receberá investimento por parte do Governo do Estado. Ao menos, este foi um dos indicadores anunciados, na tarde da última quinta-feira, 23, pelo governador Tarcísio de Freitas. A live serviu para que fossem anunciadas medidas referentes às ações estatais, em todas as regiões, visando a contenção de enchentes e catástrofes. A motivação para foi a situação de emergência percebida em cidades do litoral norte de São Paulo.

Segundo o gestor, a intenção é evitar que as repetidas cheias sentidas no centro da cidade, durante os períodos chuvosos, sejam evitadas definitivamente. Ainda no pacote emergencial anunciado, Freitas destacou outras ações em cidades do interior, como a contenção de chuvas em Bauru e o desassoreamento dos rios Tietê, Capivari e Sorocaba.

Recentemente, a Prefeitura de Avaré, por meio de nota da Secretaria de Obras e Planejamento, se manifestou à reportagem do jornal A Comarca sobre o constante problema enfrentado por moradores e comerciantes da área central. Segundo o documento, a “Prefeitura de Avaré vem desenvolvendo ações com o objetivo de minimizar as enchentes, problema antigo cuja solução definitiva demanda recursos que estão além das possibilidades dos cofres municipais”. Ainda segundo o comunicado, a adesão ao Programa Estadual Rios Vivos foi importante para futuras conquistas na área. “O objetivo é melhorar a vazão e ampliar a captação de águas pluviais por meio da limpeza de córregos que cortam a zona urbana. Avaré foi contemplada após declarar Estado de Emergência em decorrência das fortes chuvas registradas em fevereiro de 2022”, afirma o departamento competente, destacando, ainda, uma constante “limpeza de ruas e a retirada de terra em pontos de alagamento imediatamente após a ocorrência”. De forma vaga, a nota ainda destacou, no final, que o “município já solicitou recursos estaduais e federais para combater o problema, mas até o momento não obteve retorno dos órgãos competentes”.

Mais informações nas próximas edições do jornal A Comarca.

Comente

Seu endereço de e-mail não será publicado. Required fields are marked *