CulturaDestaqueJornalista avareense vai lançar livro digital sobre “culinária afetiva”

A obra traz memórias afetivas sobre família, carreira, amigos e cozinha
A Comarca12 de maio de 2020833 min
https://www.jornalacomarca.com.br/wp-content/uploads/2020/05/Jane-Mary.jpg

O livro Comida é Memória – 23 Histórias para aquecer o coração – da jornalista avareense Jane Mary Guimarães Lutti é uma ode às boas histórias à mesa.

Completamente autobiográfico, o registro apetitoso e cheio de tempero emocional é um meio quase que catártico para descrever sua relação com a família, carreira e amigos sob a lente da comida. Crônicas que através das receitas tornaram a cozinha e as panelas uma grande terapia. O lançamento digital do livro está previsto para o dia 13 de junho na plataforma Amazon.

Na segunda-feira (11), a escritora participou de um sarau onde falou sobre o processo de escrita e contou histórias sobre gastronomia. A escritora encontrou a receita da vida nos textos voltados à memória afetiva.

Jane Lutti, que atualmente reside em Campinas, é fundadora do Gastrolite, um site de notícias voltado exclusivamente para a gastronomia, com ênfase na culinária afetiva, literatura e cruzamento de saberes diversos que englobam a culinária de papel.

QUARENTONA NA QUARENTENA – Sabe quando as receitas trazem os ingredientes necessários e o passo a passo do modo de preparo de algum prato? Foi assim que nasceu e-book gratuito Cozinha 4.0 – Receitas de uma Quarentona no Meio da Quarentena, escrito também pela a jornalista avareense, e lançado no dia 14 de abril, data em que ela completou 40 anos.

O livro está disponível no site gastrolite.com ou pelas redes sociais com o mesmo nome gastrolite. No caso de Jane, no modo de preparo entraram ‘ingredientes’ um pouco diferentes como: a vontade de reunir a família e os amigos (e não poder nesse momento) ao redor de uma grande mesa, a paixão pela essência da cozinha e tudo que o alimento pode proporcionar, a surpresa de uma quarentena imposta pela pandemia do novo coronavírus e a oportunidade de completar 40 anos agradecendo pelo privilégio de ter o alimento em casa sabendo e gostando de ir para a cozinha.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *