DestaquePolíciaPolícia Civil prende suspeito de incendiar casa com a intenção de matar ex-companheira

Caso aconteceu no dia 2 de junho, no Conjunto Habitacional Egidio Martins da Costa - PLIMEC
Reportagem5 de junho de 20244 min
https://www.jornalacomarca.com.br/wp-content/uploads/2024/06/POLICIA-AVARE.jpg

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), cumpriu um mandado de prisão preventiva nesta quarta-feira, dia 05/6, contra um homem de 38 anos que está sendo investigado por supostamente ter incendiado uma casa com a intenção de causar a morte de sua ex-companheira.

O caso aconteceu no último dia 02/6, na Vila Egidio Martins da Costa. A vítima, uma mulher de 33 anos, que por sorte estava na casa da mãe, foi alertada por vizinhos sobre o fogo em sua residência e encontrou-a em chamas quando chegou ao local. Os bombeiros conseguiram controlar o incêndio, mas os danos materiais foram significativos.

De acordo com relatos de vizinhos, no dia dos fatos, um homem, que posteriormente foi identificado como sendo o ex-companheiro da vítima, foi visto saindo às pressas da casa momentos antes do fogo se alastrar, levantando suspeitas sobre sua possível responsabilidade no ocorrido.

Segundo a investigação da DDM, existe um histórico de violência entre a mulher e seu ex-companheiro. A vítima já havia registrado ocorrências anteriores de agressão física por parte do autor e, mais recentemente, solicitou medidas protetivas após ser agredida e ameaçada de morte.

A DDM está conduzindo as investigações e adotou todas as providências necessárias para desvendar o casao, entre as quais a solicitação de análises periciais do local do incêndio. Medidas adicionais de proteção foram implementadas para garantir a segurança da vítima.

O investigado está provisoriamente custodiado no Plantão POlicial de AVaré, onde aguarda a realização da audiência de custódia no fórum. Posteriormente, será transferido para o Centro de Detenção Provisória de Cerqueira César.

Para o delegado Marco Aurélio de Oliveira, da DDM de AVaré, o episódio serve como um lembrete da urgência em combater a violência doméstica e garantir a proteção das vítimas.”É fundamental que a sociedade esteja atenta e ofereça apoio às pessoas em situação de vulnerabilidade, enquanto as autoridades trabalham para responsabilizar os agressores e prevenir novos casos de violência”, destacou – Com informações do Setor de Comunicação Social da Delegacia Seccional de Polícia de Avaré.

 

Comente

Seu endereço de e-mail não será publicado. Required fields are marked *