AcontecendoReservatório de Jurumirim está com 30% da sua capacidade

As diretrizes de operação dos reservatórios presentes na Bacia Hidrográfica do Rio Paranapanema que passam por crise hídrica, Jurumirim, Chavantes, Capivara e Mauá, permaneceram com as vazões de defluência reduzidas no mês de dezembro. A determinação foi estabelecida durante a Sala de Situação, realizada no início do mês e que continua fazendo com que os reservatórios tenham seus níveis aumentados em razão das vazões reduzidas. Atualmente, os reservatórios operam da seguinte maneira: UHE Jurumirim –...
A Comarca23 de dezembro de 20196164 min
https://www.jornalacomarca.com.br/wp-content/uploads/2019/10/baixa-represa-camping-14-1280x853.jpg

As diretrizes de operação dos reservatórios presentes na Bacia Hidrográfica do Rio Paranapanema que passam por crise hídrica, Jurumirim, Chavantes, Capivara e Mauá, permaneceram com as vazões de defluência reduzidas no mês de dezembro. A determinação foi estabelecida durante a Sala de Situação, realizada no início do mês e que continua fazendo com que os reservatórios tenham seus níveis aumentados em razão das vazões reduzidas.

Atualmente, os reservatórios operam da seguinte maneira: UHE Jurumirim – defluências de 60 m3/s; UHE Chavantes – defluências de 95 m3/s (2 unidades geradoras); UHE Mauá – defluências de 79 m3/s; UHE Capivara – defluências de 450 m3/s em dias úteis e 340 m3/s nos fins de semana.

Segundo informações do Operador do Sistema Nacional de Energia (ONS), no dia 19/12, individualmente os reservatórios apresentavam os seguintes dados: Jurumirim 30%; Chavantes 35%; Capivara acima dos 30%; e Mauá 29%.

O aumento se deve, além das medidas adotadas de diminuição da vazão de defluência (água que é liberada do reservatório), às chuvas. O mês de novembro atingiu a média dos últimos anos. De acordo com o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), para dezembro, a perspectiva é que se continue atingindo as médias de pluviosidade na região.

A Sala de Situação, caso não haja mudança no regime de operação, ser reunirá novamente em 17 de janeiro de 2020.

Sala de Situação

Para compartilhar informações e tomadas de decisões, a Agência Nacional de Águas instituiu a Sala de Situação do Paranapanema, composta pelos seguintes integrantes, além da própria ANA: Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), CTG Brasil, Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), Votorantim Energia, Departamento de Água e Energia Elétrica pelo Estado de São Paulo, Instituto Aguasparaná, pelo Estado do Paraná, Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Paranapanema e os seis Comitês Afluentes, instituídos nos Estados de São Paulo e Paraná.

Também é possível acompanhar por meio do CBH Paranapanema:

  • org
  • com/cbhparanapanema
  • com/cbhparanapanema
  • com/cbhparanapanema
  • com/cbhparananemacomunicacao

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *