AcontecendoDestaqueApartamentos populares serão construídos na área conhecida como Chácara Pratânia, em Avaré

Prefeito Jô Silvestre disse que o terreno já foi doado à CDHU para construção do novo conjunto habitacional de Avaré
A Comarca13 de outubro de 20214 min
https://www.jornalacomarca.com.br/wp-content/uploads/2021/10/Nossa-Casa-CDHU-1-1.jpg

Durante entrevista ao programa Jornal do Meio Dia apresentado pelo radialista Rodivaldo Rípoli, na Interativa FM, na segunda-feira (4), o prefeito Jô Silvestre (PSDB) falou sobre o novo conjunto habitacional que será construído em Avaré por meio do Programa Nossa Casa-Preço Social do Governo de SP.

O município de Avaré foi contemplado com 360 moradias populares por meio do novo programa estadual Nossa Casa. O projeto da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU) prevê a construção de 12 torres habitacionais em uma área de 150 mil metros quadrados doada pelo município. Cada prédio tem quatro andares, totalizando até 360 apartamentos.

Retificando o que foi noticiado pelo Jornal A Comarca em sua última edição, o novo conjunto será construído em uma área conhecida como “Chácara Pratânia”, que fica na zona sul da cidade, e não no terreno que fica nas imediações do bairro Duílio Gambini.

A Chácara Pratânia está localizada nas imediações da Vila Jardim, próxima de bairros como a Vila Esperança e Jardim Dona Laura. Nesse local serão edificados os imóveis que contarão com dois dormitórios com 45 metros quadrados de área útil (casas) e 40 metros quadrados (apartamentos).

Parte das unidades habitacionais é destinada a preço social, ou seja, com valor reduzido em relação ao preço normal para famílias de baixa renda.

O restante das unidades habitacionais será comercializado pela empresa a preço de mercado.

“Nós viemos trabalhando há um bom tempo nisso. A Prefeitura já disponibilizou o terreno e agora esse sonho vai se tornar realidade. O Governo do Estado já está providenciando a documentação para o processo licitatório”, informou Jô Silvestre.

REPERCUSSÃO – Nas redes sociais é grande o número de pessoas interessadas que estão buscando saber quando serão abertas as inscrições para as casas populares, mas não tem nada definido ainda.

Também são inúmeros os comentários sobre irregularidades cometidas na hora da inscrição, quando pessoas dão informações falsas sobre rendimentos mensais, ou que já possuem imóveis próprios, mas conseguem casas populares para alugar ou vender entre outros tipos de fraudes.

O que muita gente espera é que haja um processo de inscrições com mais rigor no que diz respeito à entrega do imóvel para famílias que realmente necessitam. São muitos os comentários de pessoas beneficiadas com casas populares em Avaré, que depois de receber as chaves chegam a locar ou até mesmo vender o imóvel.

Comente

Seu endereço de e-mail não será publicado. Required fields are marked *