AcontecendoCulturaAvareense lança livro sobre o período de Mandetta frente ao Ministério da Saúde

Segundo o livro, as projeções mais otimistas de Mandetta indicavam que 30 mil brasileiros morreriam em decorrência da Covid-19
A Comarca1 de outubro de 2020652 min
https://www.jornalacomarca.com.br/wp-content/uploads/2020/10/LIVRO-MANDETA.jpg

O ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta lançou na sexta-feira (25) um livro em que conta sobre o período em que se propôs a combate o coronavírus no Brasil. O livro ‘Um Paciente Chamado Brasil’, escrito pelo jornalista avareense Wálter Nunes a partir de depoimentos do ex-ministro, narra desde a descoberta da disseminação do vírus no Brasil, em janeiro, até a queda de Mandetta no Ministério, em 16 de abril, após um processo de desgaste com o presidente Jair Bolsonaro.

Segundo o livro, as projeções mais otimistas de Mandetta indicavam que 30 mil brasileiros morreriam em decorrência da Covid-19. As mais pessimistas apontavam 180 mil mortes, caso não fosse adotada nenhuma medida. O livro conta que em 28 de março houve uma reunião em que Mandetta teria mostrado os números a Bolsonaro, que ignorava os alertas. Nesta sexta-feira, o Brasil passou de 140 mil mortes.

LEIA MAIS SOBRE O ASSUNTO NA EDIÇÃO IMPRESSA DESTA SEMANA QUE CIRCULAS NESTA SEXTA-FEIRA, DIA 2

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *