AcontecendoEditorial: Vamos elevar o debate?

Editorial: Vamos elevar o debate? Democracia enseja liberdade de pensamentos e opiniões. Um conceito tão simples, que seria perfeito para dias tão tumultuados, parece estar sendo solenemente ignorado por quem mais deveria utilizá-los. O que se vê hoje, lamentavelmente, são pessoas que se engalfinham em retóricas vazias de fundamento, mas carregadas de ódio e de ironias ferinas. Não há que se rir dessa situação, muito pelo contrário. Só que fica o alerta: quando o ódio...
Avatar A Comarca1 de junho de 20181653 min

Editorial: Vamos elevar o debate?

Democracia enseja liberdade de pensamentos e opiniões. Um conceito tão simples, que seria perfeito para dias tão tumultuados, parece estar sendo solenemente ignorado por quem mais deveria utilizá-los. O que se vê hoje, lamentavelmente, são pessoas que se engalfinham em retóricas vazias de fundamento, mas carregadas de ódio e de ironias ferinas.
Não há que se rir dessa situação, muito pelo contrário. Só que fica o alerta: quando o ódio impera, até o que seria bom, fica ruim. Fica o ataque ad Hominem, onde o que importa não é a ideia, mas quem a diz. É como o palestino sedento que não aceita o copo de água vindo do vizinho judeu.
Em tempos de pós-verdade e narrativas enviesadas, que substituem os fatos e manipulam as opiniões e ampliam o abismo entre os diferentes, o que viceja nas redes sociais é o ódio, daquele tipo que é irracional e que não escolhe vítimas. Pode ser o vizinho, o amigo, o cliente, o parente. A raiva é a pior conselheira. E como temos sido mau aconselhados!
A greve dos caminhoneiros, que está nos estertores, foi a oportunidade para que muitos mostrassem o pior de si mesmos. Se hoje está assim, imaginem quando chegarmos nas eleições…
Como a sociedade pode evoluir se hoje nos perdemos em brigas inócuas fomentadas seja por vaidade intelectual, preconceito, ou até partidarismo vazio, onde o que vale é a defesa cega do meu político ou partido de estimação, como se a política se resumisse a um Fla x Flu irracional e vazio?
Sedentos, não beberemos da água da democracia plena porque estaremos nos perdendo em ofender a quem deveríamos assegurar (e defender) pelo menos o direito de se expressar. Perdidos no lodo da vaidade e do ódio disseminado em progressão geométrica, não teremos nem condições de ouvir qualquer eco de sensatez. Como disse Sêneca, “A primeira vítima da falta de temperança é a própria liberdade”.

Quer falar com a gente?

Avenida Gilberto Filgueiras, 1402
Avaré / SP - CEP. 18706-240

E-mails:
j.acomarca@gmail.com
comercial@jornalacomarca.com.br

14 3733.2023 / 3733.2633

Redes Sociais

Assine já! 14 3733 2023

Jornal A Comarca, 2020 © Todos os direitos reservados