DestaquePolíciaRegiãoHomem é preso pelo TOR na SP-255 transportando cocaína e skunk

Flagrante se deu na tarde dessa quinta-feira na Rodovia João Mellão no pedágio de Botucatu
A Comarca29 de abril de 20201594 min
https://www.jornalacomarca.com.br/wp-content/uploads/2020/04/8a3ab389-e844-4404-beeb-5eaa0aab4453.jpg

Policiais de Tático Ostensivo Rodoviário (TOR) prenderam em flagrante na tarde dessa quinta-feira, 28, um homem de 52 anos que portava transportava em seu veículo mais de 700 gramas de drogas, cocaína e o entorpecente conhecido como “skunk”, tipo de maconha com maior potencial alucinógeno.

Os policiais rodoviários abordaram o veículo com placas de Itaí, na praça de pedágio do km 229, e o motorista se mostrou apreensivo com a equipe do TOR. Em revista pessoal nada de ilícito foi encontrado com o homem, mas os policiais checaram a documentação como CRLV e CNH e constataram a habilitação vencida.

O motorista foi indagado a respeito da viagem e a sua reação ficou ainda mais tensa, e diante disso os policiais resolveram realizar uma busca no carro. No encosto do banco do passeiro, os policiais localizaram um tablete de cocaína, aparentemente “pura”, que pesou 480 gramas, e ainda um pacote da maconha do tipo skunk (240 gramas).

O homem identificado como S.S.R., recebeu voz de prisão por tráfico de drogas, e confessou aos policiais que havia adquirido a droga na cidade de São Manuel, e que levaria até Itaí. O preso foi informado dos seus direitos constitucionais, dentre eles o de permanecer calado, e foi conduzido até a delegacia de plantão de Botucatu para o registro do flagrante e apreensão da droga, bem como um aparelho celular e o veículo.

Após algumas consultas, os policiais militares do TOR descobriram que o preso já tinha sido flagrado com 254 quilos de maconha no município de Caraapó/MS, no ano de 2015, e estava cumprindo pena em regime semiaberto na Penitenciária Estadual de Dourados (MS).

O suspeito acabou declarando que, devido à pandemia do Covid 19, a Justiça o autorizou a deixar a prisão no Estado do MS e cumprir regime domiciliar. Ele seria encaminhado ao CDP de Itatinga.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *