PolíticaPrefeitura deve tomar providências com relação a suposto “funcionário fantasma”

Caso foi denunciado ao Ministério Público no ano passado e poderá ocorrer ressarcimento aos cofres públicos
A Comarca18 de novembro de 20198092 min
https://www.jornalacomarca.com.br/wp-content/uploads/2019/11/fantasma-735x400-696x379.jpg

O Ministério Público do Estado de São Paulo, através da 3ª Promotoria de Justiça de Avaré, recomendou a Prefeitura que tome providências com relação ao caso do suposto “funcionário fantasma”, denunciado no ano passado.

Quem levou o assunto ao conhecimento da Câmara Municipal foi o vereador Barreto do Mercado, que falou em Plenário durante sessão ordinária realizada em maio de 2018. Na ocasião o vereador mencionou sobre o servidor comissionado Ricardo Antônio de Barros, que estava na lista de pagamentos de funcionários ligados à Secretaria da Indústria e Comércio, e que havia sido contratado através de convênio entre a Prefeitura e a União.

Um inquérito civil foi aberto pelo Ministério Público e no último dia 31 de outubro, a promotora responsável pelo caso, Gilmara Cristina Braz de Castro, enviou recomendação ao prefeito Jô Silvestre, sob pena de omissão, para que tome as providências cabíveis com relação ao suposto “funcionário fantasma”, como adoção de medidas administrativas e, se for o caso, “ a proposição das medidas judiciais cabíveis com vistas as ressarcimento do erário municipal”.

LEIA MAIS SOBRE O ASSUNTO NA EDIÇÃO IMPRESSA DESSA SEMANA

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *