AcontecendoDestaqueProfissionais de beleza de Avaré esperam atitude dos políticos para poderem trabalhar

Prefeitura argumenta que tem que seguir os protocolos do Plano SP
A Comarca27 de junho de 2020514 min
https://www.jornalacomarca.com.br/wp-content/uploads/2020/06/salões-de-beleza.jpg

O recuo da cidade de Avaré para a Fase Vermelha do Plano São Paulo, mais restritiva quanto à abertura do comércio não essencial, deixou a classe de profissionais de beleza (barbeiros, cabeleireiros, manicures etc.), bem como de bares, lanchonetes e restaurantes a espera de atitudes que possam permitir que eles voltem ao trabalho.

São inúmeras as postagens em redes sociais criticando a regressão, principalmente dos profissionais de beleza, que não só reclamam do governador João Dória como também da falta de atitude por parte dos políticos locais.

“SÓ Lembrando…AVARÉ tem aproximadamente Mais de 1000 Profissionais de salões de Beleza. E NÃO fizeram AGLOMERAÇÃO, ATENDERAM 1 CLIENTE POR VEZ. MAS, PORÉM, ENTRETANTO, CONTUDO,TODAVIA, DEVÉRAS ESTÃO PROIBIDOS DE TRABALHAR. ELEIÇÃO ESTÁ PERTO SENHOR GOVERNADOR. AGUARDE!!! Os TRABALHADORES DE AVARÉ esperam ATITUDE dos nossos politicos municipais. FICA A DICA. POSICIONEM-SE, CADÊ VOCÊS???

Essa foi a postagem de B.C.C., profissional que há décadas trabalha no ramo de salão de beleza em Avaré. Outros profissionais reconhecidos da cidade também fizeram manifesto em redes sociais, como L.C. e W.P., que também aguardam atitudes por parte dos poderes públicos, seja Executivo, Legislativo e Judiciário.

PREFEITURA SE MANIFESTA

Através do Semanário Oficial do Município, a Prefeitura argumentou sobre o recuo e reforça que vai continuar seguindo o protocolo do Plano São Paulo: “Com a inclusão de Avaré na Fase 1, apenas serviços e atividades consideradas essenciais à manutenção e preservação da vida humana e animal poderão funcionar. Além disso, as atividades ligadas à construção civil e indústria não essencial também estão autorizadas a manter o funcionamento. Shoppings, galerias e estabelecimentos congêneres, comércio em geral, serviços, bares, restaurantes e similares, salões de beleza e barbearias, academias de esporte de todas as modalidades e todas as atividades que gerem aglomeração não poderão funcionar a partir de segunda-feira, 29, conforme determinação do Governo do Estado de São Paulo”.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *